Mindset

Farei uma consideração sobre o livro “Mindset”, da Doutora Carol S. Dweck, que mostra como funciona a nossa mente, e a partir disso, olharemos um pouco para a Cultura Japonesa com esta lente para melhorarmos o nosso entendimento sobre os pontos fortes desta cultura.

A Doutora Carol Dweck descobriu que, basicamente, existem dois tipos de Mindset.

Antes, vamos entender o que significa Mindset: são conjuntos de crenças, capazes de nos levar ao sucesso ou ao fracasso.

Crença, aqui, é no sentido mais amplo e não no sentido religioso, ok? Saliento isso porque muitas pessoas acabam se confundindo com essa palavra.

Ela classificou Mindset em 2 conjuntos principais predominantes na população em geral:

    • O Mindset de Crescimento, que leva ao sucesso;
    • E o Mindset fixo, que leva ao fracasso.

Em primeiro lugar, o que seria Mindset fixo?

Mindset fixo é o conjunto de crenças em que a crença predominante é acreditar que “pau que nasce torto, morre torto”.

Ou seja, uma pessoa que tem Mindset fixo acredita que, como ela nasceu em uma família pobre, por exemplo, então ela sempre vai ser pobre, não importa o que ela faça.

Acredita que, para fazer sucesso no futebol, por exemplo, precisa ter nascido com o “dom”, o “talento”, e que se a pessoa não nasceu com nada disso, ela não pode se tornar um grande jogador de futebol.

Também é bastante supersticioso, ou seja, acredita que uma coisa deu errado ou deu certo porque “passou por debaixo daquela escada naquele dia”, ou porque o horóscopo “previu”.

Em suma, quem acredita que tem um Mindset fixo, acredita que o seu destino já está definido quando ele nasceu, ou porque os planetas se alinharam com o sol.

Por que isso não faz sentido?

Porque, em termos científicos, não conseguimos ainda nem saber o que é magnetismo e como funciona, imagina então se seriamos capazes de verificar a influência de planetas que estão a milhões de quilômetros de nós.

E Mindset de Crescimento?

Mindset de Crescimento é a forma de pensar de pessoas de sucesso.

Elas acreditam que, independente das condições em que nasceram, cresceram, dificuldades que passaram, mesmo assim são capazes de aprender ou se tornarem boas no que quiserem, desde que treinem, tenham disciplina e se foquem em seu objetivo.

Um exemplo citado no livro é o de Michael Jordan, que foi um excelente jogador de basquete, foi para o golfe e conseguiu se destacar também, foi para o baseball e depois voltou para o basquete.

A autora conta que Michael Jordan não se acha bom. Nas palavras dele, “eu só treino mais do que a maioria”.

Essa atitude de acreditar que é possível, desde que você queira, e que você treine faz toda a diferença. Isso é Mindset de Crescimento.

Mas o que eu achei mais importante neste livro é uma terceira conclusão importante que ela apresenta de que é possível cultivar um Mindset de Crescimento!

Após ler este livro, fiquei pensando:

“Será que nós, brasileiros, somos Mindset Fixo ou Mindset de Crescimento?

E os japoneses, qual será o Mindset predominante deles?”

Desde a primeira vez que fui para o Japão, assim como todo mundo que chega neste país, me deparei com uma expressão que, para mim, era no mínimo curiosa.

Uma palavra que ninguém da minha família no Brasil utilizava.

A palavra era Gambatê!” ou a expressão “Gambatê Kudassai!”

Essas expressões significam “Esforce-se” ou “Esforce-se, por favor!”

Existe até um time de futebol que se chama “Gamba League” ou “Liga dos Esforçados.”

Essa expressão é utilizada toda vez que saímos para trabalhar ou estudar, por quem fica.

Isso seria o equivalente a dizer “boa sorte!”.

E é utilizada até para quando saímos para passear!

Os japoneses se esforçam até para passear!

Porém, na época nem percebia qual o impacto desse simples costume sobre o comportamento do cidadão japonês!

Isso devido a este costume ser algo muito distante da cultura (sou brasileiro!) em que eu havia sido criado!

Mas somente depois de muitos anos absorvendo e refletindo sobre esta informação e depois de ler este fantástico livro “Mindset”, é que eu entendi o impacto desse costume sobre as mentes dos cidadãos japoneses!

Os japoneses são criados desde a mais tenra idade para sempre serem esforçados!

Pense nisso: desde pequenos, até para passear, os japoneses ouvem “gambatê!”

Isso gera um impacto na mente dos japoneses que dura a vida toda deles!

Ou seja, quase todos os japoneses são Mindset de Crescimento!

Isso explicaria o porque os japoneses mais antigos, que foram criados com este costume, no Brasil têm a fama de “esforçados”!

Porque eles realmente o são!

E nós, os brasileiros?

Existe um tal de “jeitinho brasileiro” que impregnou toda a nossa sociedade e que é a raiz de todos os problemas que hoje assistimos, mas que prefiro nem comentar…

Assistindo a muitos desses problemas atuais, sem querer, nos tornamos Mindset fixo!

Estou citando isso apenas para efeito de auto-análise, porque precisamos conhecer os nossos defeitos e eliminá-los de nós!

De forma alguma, estou citando este fato como julgamento e condenação, mas apenas para ganharmos consciência e nos tornarmos cidadãos mais corretos!

Mas, voltando para o “jeitinho brasileiro”: é o “ser esperto”, “malandro”, e todas essas expressões que levam a acreditar que “passar a perna no outro”, ser mais esperto do que o outro” é admirado como uma qualidade.

Mas, como é fácil de perceber, não é. Na verdade mostra uma falta de caratismo bem grande. E quem faz isso, pensa que as outras pessoas não estão vendo. Mas, estão. E é bem vergonhoso.

Outro fato que contribui para termos nos tornado “Mindset Fixo”: todos nós gostamos de futebol, não é mesmo?

Em alguns momentos, a mídia chega até a dizer que “todo brasileiro é um pouco de técnico de futebol”.

Ou seja, nós admiramos os técnicos de futebol também, não é isso? Sabemos exatamente o que faríamos se alguém nos nomeasse como técnico de futebol do nosso time do coração, não é mesmo?

Então, nós damos muito ouvido ao o quê eles falam, correto? E, vira e mexe, eles costumam afirmar que “somente se o jogador for descoberto até os 6 anos de idade, no máximo, é que ele vai ter sucesso”. E, nós acreditamos nessa fala.

Qual o problema nisso? É que isso é uma crença que pertence ao Mindset Fixo!

A gente passa a acreditar que talento é a única coisa que existe, não só para o futebol, mas para todo o resto, como profissão, faculdade, etc.

O pensamento correto, a crença correta, é acreditar que qualquer pessoa que treinar o suficiente, vai se tornar bom, inclusive em futebol!

Cultive um Mindset de Crescimento!

Então, para incentivar o cultivo de um Mindset de Crescimento, estou oferecendo este curso, o curso de Soroban!

Clique Aqui para receber as 16 Primeiras Aulas Inteiramente GRÁTIS!

Pois eu acredito que podemos nos tornar pessoas muito melhores do que somos hoje e, assim, nos tornaremos uma Nação mais justa e melhor para todos!

Por isso, preparei um curso de Soroban especialmente para você, que acredita em um futuro melhor, através do treinamento da mente e da sua força de vontade!

Quero, junto com você, contribuir para construirmos um Brasil melhor!

E eu acredito que o Curso de Soroban nos ajuda a fortalecer o nosso Mindset de Crescimento!

Isso, porque:

  • O Soroban melhora a sua capacidade de raciocínio, memória e de pensar mais objetivamente.
  • Você vai treinar a sua memória e o seu raciocínio.

Muitos de nós, quando estamos na escola, perguntamos, quando estamos aprendendo alguma matéria, matemática por exemplo, e que o professor não foi capaz de chamar o nosso interesse:

“Para quê eu preciso aprender isso?”

Pois, agora, eu vou responder para você, e espero que você responda isso para as crianças que perguntarem para você:

“Simples! Porque você precisa exercitar a sua Mente. Assim como você precisa exercitar os seus músculos!”

E é pelo mesmo motivo que você precisa aprender a praticar o Soroban também!

É um instrumento tão lógico e tão fácil de se utilizar que você vai se perguntar: “Por que Eu Não fiz um Curso de Soroban Antes?”

E, o Soroban Ajudará Você a Gostar Mais de Matemática, já que o instrumento é bastante divertido de ser aprendido.

Crianças que já sabem contar, já podem começar a estudar o curso de soroban.

No Japão, as pessoas começam a estudar Soroban por volta dos 8 anos de idade, junto com a alfabetização.

Clique neste link e receba as 16 primeiras aulas do Curso de Soroban que eu fiz para você.