Descubra o Segredo Japonês Capaz de Transformar Você em Uma Máquina de Cálculo Instantâneo!

Conheça o Método que Torna a Sua Mente Muito mais Rápida Para Fazer Cálculos com Números de 7 Dígitos ou Mais Quase Instantaneamente (“quase” porque leva-se alguns segundos para se fazer o cálculo com muitos dígitos!).

Você vai descobrir porque, por muito tempo, a economia japonesa foi a 2ª maior economia do Mundo e, hoje, ainda é a 3ª maior economia, atrás apenas dos Estados Unidos e China. E vai Descobrir Como Você Pode Usar Esse Método Em Sua Vida Para Aumentar o Seu Poder Mental e Conseguir Ter Uma Performance Melhor Em Sua Vida!

Desde pequeno, sempre tive a curiosidade de aprender a operar um instrumento chamado Soroban! Bem, vamos por partes! Meu nome é Ricardo Hashizume e, como você pode deduzir pelo meu sobrenome, sou descendente de japoneses. Especificamente, sou “sansei”, que significa 3ª geração no Brasil. A 1ª geração são os próprios imigrantes japoneses. E, Soroban é um ábaco, parecido com aquele que tínhamos quando éramos crianças.

Especificamente, a minha avó materna veio de uma cidade chamada Osaka, lá pelos idos de 1934, e a família dela veio para cá porque o pai dela (meu bisavô), que era gerente de uma fábrica de seda (que existe até hoje, inclusive no Brasil) foi designado para ser gerente em uma fábrica em Taiwan, e ele não aceitou. Mas, não foi só isso.

A sociedade japonesa é bastante impregnada por valores samurais (samurai é um guerreiro, geralmente sábio, porque também estuda outras artes, como o Shodô, que é a arte de escrever um kanji, aqueles desenhos que representam uma idéia, com uma única pincelada. Se quiser aprender mais a respeito dos samurais, vou deixar um link lá embaixo apontando para um livro, na verdade são dois volumes, chamado “Musashi”).

Se hoje, ainda os japoneses seguem muito esses valores, imagine naquela época! Pois é! E, um desses códigos dos samurais dizia que um samurai somente serviria a um único amo por toda a sua vida! Eles escolhiam, por causa disso, criteriosamente aquele que seria o seu amo! E, se por acaso, este amo morresse ou acontecesse qualquer coisa que separasse o samurai de seu amo, este samurai nunca mais serviria a mais ninguém! Então, quando meu bisavô negou ir para Taiwan, também pediu as contas, e na mente dele, nunca mais trabalharia em nenhuma outra empresa, de acordo com a mentalidade da época!

E, nesta mesma época, o Brasil estava fazendo propaganda no Japão, para atrair trabalhadores para cá (já que o Japão, naquela época, não estava muito bem economicamente) dizendo que era possível ficar rico trabalhando aqui, que as melancias aqui são gigantescas por causa do bom solo, etc. E meu bisavô decidiu vir para cá, na época, de navio, não existia avião, pelo menos, não para a população comum. Minha avó tinha em torno de 5 anos de idade. Ela tinha um irmão que sabia operar o tal do Soroban, e as conversas na família diziam que ele era muito rápido para fazer cálculos! Cresci ouvindo isso!

Lá pelos meus 18 anos, depois de fazer vestibular para Engenharia Mecatrônica e não passar, acabei indo para o Japão como dekassêgui, que significa algo do tipo “trabalhador migrante”. Nos 2 anos que eu fiquei por lá e, em 2005, quando fiquei uns 7 meses por lá, minha curiosidade persistia… Cheguei a comprar um soroban de 12 hastes (que tenho até hoje), mas nada de encontrar uma escola que me ensinasse a operar este instrumento…

Então, já no Brasil, decidi aprender por conta própria! E, durante as minhas pesquisas, eu cheguei à seguinte conclusão. Mas, antes, eu gostaria de saber se você se perguntou: como um país do tamanho do Japão, com uma extensão territorial bem menor do que a do Estado de São Paulo, conseguiu se recuperar de duas bombas atômicas e se tornar uma das maiores potências econômicas e tecnológicas do Planeta? E, naturalmente, você já deve ter ouvido como resposta a esta pergunta que “o povo japonês é muito esforçado, por isso conseguiram essa grande proeza!” Bem, isso é apenas parte da verdade. A outra parte da verdade é que o povo japonês se interessa muito em estudar. A importância que o povo japonês atribui à educação é muito grande. E, além disso, dentro do sistema educacional japonês existe uma “arma secreta” desconhecida para a maioria de nós brasileiros e ocidentais em geral.

Estou falando do Soroban! Se você nunca ouviu falar, então preste bastante atenção, porque esta informação pode alterar a forma como você enfrenta os desafios da vida!

Após a rendição do Japão na Segunda Guerra Mundial, foram enviados militares americanos para ajudar na reorganização do país. Só que eles não enxergavam o valor do Soroban e tentaram retirar esta importante peça da Cultura Japonesa, tentando substituí-lo por calculadoras mecânicas ou eletrônicas.

A lógica por trás disso é simples: além do interesse em vender calculadoras por parte dos americanos, pois estávamos na fase da produção em massa, o motivo principal é que quando um povo assimila uma cultura de um outro povo, é dominado por este povo. Uma estratégia de dominação que os antigos romanos utilizavam em suas cidades conquistadas. Impunham a sua cultura.

Somente em um caso a antiga Roma assimilou uma cultura, ao invés de impor a sua, em um claro momento de inteligência: quando Roma conquistou a Grécia e assimilou a sua cultura. Claro momento de inteligência porque Roma, apesar de ter ganhado a guerra contra a Grécia, admitiu a superioridade da Cultura Grega e por isso a assimilou. E, nesse momento pós Segunda Guerra Mundial, a história se repete! Agora, os protagonistas são os Estados Unidos e o Japão. Vamos entender uma parte desta saga!

Então, voltando ao Soroban. O Japão, desde o início do século XX, já incentivava o uso do Soroban para o desenvolvimento mental. E já organizava campeonatos para mostrar o quão rápidos se tornam os praticantes de Soroban, em cálculo e raciocínio. Mas, o campeonato que foi decisivo para a sobrevivência do Soroban no Japão ocorreu em 11 de novembro de 1946.

Foi um confronto que ocorreu entre o Tenente norte americano Willian Wood que operou uma calculadora, contra o japonês Kiyoshi Matsuzaki (por acaso, meu xará, a propósito, pois meu nome é Ricardo Kiochi … Hashizume, só que com a grafia “aportuguesada”, graças ao atendente do cartório, rs…) operando o Soroban. Naturalmente, Kiyoshi Matsuzaki conseguiu vencer a disputa, com uma folga impressionante de tempo! Só para você ter uma noção de como o Soroban é muito mais eficiente do que a calculadora. Imagine a seguinte cena: Um americano operando uma calculadora mecânica (ainda não existiam as calculadoras eletrônicas) digitando 1.000.000. O americano vai ter que apertar tecla por tecla!  São Sete Teclas! Enquanto que Matsuzaki precisa movimentar apenas uma conta na posição do milhão! Apenas 1 movimento de Matsuzaki contra 7 movimentos do tenente americano! Foi Um Verdadeiro Massacre Mental!

E, graças a este verdadeiro Samurai Moderno, que venceu a disputa, o Soroban continua sendo ensinado nas escolas japonesas e continua a contribuir de forma decisiva no desenvolvimento intelectual dos japoneses, mantendo o Japão da vanguarda da Tecnologia de Ponta. Kiyoshi Matsuzaki provou a superioridade do Soroban perante a calculadora. E, além do Japão, os Estados Unidos também adotaram o aprendizado deste instrumento! Você encontrará diversas escolas de Soroban em todos os estados americanos! Assim como os antigos Romanos assimilaram a Cultura Grega, os americanos modernos assimilaram boa parte da Cultura Japonesa, reconhecendo a sua Superioridade em Muitos Aspectos!

Depois de me deparar com todo este arcabouço cultural e aprender a manusear o Soroban, descobri que as conversas entre os meus familiares não eram lendas! Eram verdades! O meu tio-avô devia ser muito rápido em cálculo mental, nível mais elevado para quem estuda este instrumento! Funciona assim: depois de um tempo praticando Soroban, com o instrumento e, sem o instrumento, apenas imaginando, a gente acaba se tornando uma calculadora ambulante! Eu tenho até medo de participar de uma competição de cálculo, um concurso por exemplo, contra alguém com esta habilidade! Não dá para dar outro nome: é pura covardia! Eu deixei um vídeo com um documentário falando sobre um rapaz, que na época, era o campeão de Anzan (significa algo do tipo cálculo mental). E, para descobrir tudo isso, e como manusear o Soroban, levei bastante tempo… Lá embaixo, tem um formulário, em que você vai poder deixar o seu e-mail e eu te enviarei as 24 primeiras aulas de um curso que eu preparei para ensinar como manusear o Soroban… Mas, são somentes as primeiras 24 aulas… Não quero que você passe por tudo o que eu passei para aprender! Mas, ainda assim, você terá 2 opções: fazer todas as pesquisas necessárias, juntar todas as informações, ser hábil em inglês, porque muito do material disponível para aprender este instrumento está nesta língua, etc, etc, etc. OU, você pode comprar o curso que eu preparei para você e ir direto ao assunto!

Existe um livro chamado “Mindset” da Doutora Carol S. Dweck (vou deixar o link desse livro lá embaixo para você) que apresenta o resultado e conclusões sobre a nossa mente. Ela descobriu que, basicamente, existem dois tipos de Mindset, que são conjuntos de crenças, capazes de nos levar ao sucesso ou ao fracasso: o Mindset de Crescimento, que leva ao sucesso (após ler o livro, você vai perceber que Airton Senna, Pelé e Guga são pessoas de Mindset de crescimento); e o Mindset fixo, que leva ao fracasso. Mas, o que eu achei mais importante neste livro é que, uma terceira conclusão importante que ela apresenta no livro é que é possível cultivar um Mindset de Crescimento!

E, após ler este livro, fiquei pensando: “Será que nós brasileiros, somos Mindset Fixo ou Mindset de Crescimento? E os japoneses? Qual será o Mindset predominante deles?” Desde a primeira vez que eu fui para o Japão, assim como todo mundo que chega neste país, me deparei com uma expressão, que para mim era no mínimo curiosa, e ninguém da minha família, no Brasil, utilizava: “Gambatê!” ou “Gambatê Kudassai!” Essas expressões significam “Esforce-se” ou “Esforce-se, por favor!” Existe até um time de futebol que se chama “Gamba League” ou “Liga dos Esforçados.” Essa expressão é utilizada toda vez que saímos para trabalhar ou estudar, por quem fica. É utilizada até quando saímos para passear! Os japoneses se esforçam até para passear!

Só que, na época, nem percebia qual o impacto desse simples costume sobre o comportamento do cidadão japonês, já que era algo muito distante da cultura em que eu havia sido criado! Somente depois de muitos anos absorvendo esta informação, e depois de ler este fantástico livro é que eu entendi o impacto desse costume sobre todos os japoneses, criados desde a mais tenra idade para sempre se “esforçarem!” Quase todos, senão todos, são Mindset de Crescimento! Por isso que, os japoneses mais antigos, que foram criados com este costume, no Brasil, têm a fama de “esforçados!” Porque eles realmente o são!

E nós, os brasileiros? Existe um tal de “jeitinho brasileiro” que impregnou toda a nossa sociedade, e que é a raiz de todos os problemas que hoje assistimos, mas que prefiro nem comentar… E, assistindo a muitos desses problemas atuais, nos tornamos Mindset fixo! Então, para incentivar o cultivo de um Mindset de Crescimento, estou oferecendo este curso! Eu acredito que podemos nos tornar pessoas muito melhores do que somos hoje e, assim, nos tornarmos uma Nação mais íntegra e melhor! E é por isso que fiz este curso! Quero fazer parte desta transformação que já está ocorrendo, dando minha contribuição para construir um Brasil melhor! E, eu acredito que o estudo do Soroban nos ajuda a nos tornamos mais Mindset de Crescimento, pois mostra para o nosso Consciente e Inconsciente que somos capazes de aprender o Soroban e qualquer coisa que nós quisermos!

O Soroban melhora a capacidade de raciocínio, memória e de pensar mais objetivamente. É um instrumento tão lógico e tão fácil de se utilizar, que você vai se perguntar: “Por que Eu Não Aprendi Soroban Antes?” Também Ajudará Você a Gostar Mais de Matemática, já que o instrumento é bastante divertido de ser aprendido. Crianças que já sabem contar podem começar a estudar o Soroban. No Japão elas começam a estudar Soroban por volta dos 8 anos de idade, junto com a alfabetização. Mas, como estudar Soroban no Brasil?

Antigamente, como eu mencionei anteriormente, no Japão Feudal, os Samurais não aprendiam somente técnicas de uso da espada e Jiu-Jitsu. Aprendiam outras técnicas também, como o Shodo (aquela técnica de desenhar um Kanji com um único movimento do pincél) e, lógico, o Soroban, porque o aprendizado de uma nova técnica sempre leva o aprendiz a ter mais facilidades de aprendizado em outros campos, e os Samurais sabiam dessa relação. Atualmente, todos os principais líderes do Japão, estrategistas, desde  seus políticos e Primeiro-Ministro até engenheiro, administradores, advogados, médicos e outros nobres profissionais, sabem utilizar o Soroban. E Agora, Você Também Pode Elevar a Sua Mente Ao Nível dos Maiores e Melhores Estrategistas Japoneses!

Em escolas presenciais, este curso, se você encontrar, mesmo que você more em uma cidade grande como São Paulo, Rio de Janeiro ou Brasília, teria uma mensalidade média de R$250,00. Fora o transporte, que no meu caso seria metrô e ônibus, ida e volta. Considerando que, no curso presencial, você só vai para a aula duas vezes por semana, você gastaria, se morasse aqui em São Paulo como eu, e gastasse a mesma coisa, ou seja, ônibus e metrô, ida e volta, e considerando um mês de 5 semana, o valor de R$136,00, somente em transporte!

Ou seja, o seu curso sairia por R$386,00 por mês! E, para abranger todas as técnicas e treinamento que oferecemos, você gastaria pelo menos um ano! Ou seja, você gastaria algo em torno de R$4.632,00 pelo curso todo! Eu poderia cobrar um valor bastante perto disso (aliás, eu já cobrei, se você sabe pesquisar na internet, descobrirá os valores antigos deste curso). Mas eu cheguei à conclusão que eu preciso facilitar o seu acesso a este curso, porque eu quero que você, e o maior número de pessoas se tornem mais cultas, mais rápidas para tomar decisões, e, assim, quero contribuir para ajudar na construção de um país melhor!

Pensando em tudo isso, estou fazendo um Preço Especial que, se você ainda não decidiu, vai fazer você comprar este curso na hora! Mas eu não sei por quanto tempo vou poder manter este Preço Especial, então Compre Agora para Você Não Perder Esta Oportunidade! Basta clicar no Botão Abaixo! O preço está tão baixo que não cobre nem a condução que você gastaria para fazer este curso de forma presencial! Estou cobrando apenas… Bem, clique no botão abaixo para descobrir!

Com a prática do instrumento, e com o tempo, você conseguirá fazer os cálculos sem o instrumento, de cabeça, sem o uso de calculadoras ou sem o lápis e o papel! Esta técnica de calcular sem o instrumento tem até um nome: “Flash Anzan” ou Cálculo Flash. No vídeo abaixo está um curto documentário sobre esta técnica (legendado):

Pequeno documentário legendado sobre o que é possível fazer com o Soroban:

 

 

Neste Curso Você Aprenderá:

A Somar e Subtrair Utilizando o Método Direto.

A Somar e Subtrair Com O Método O Pequeno Amigo.

Conhecerá O Método O Grande Amigo Para Soma E Subtração.

Aprenderá O Método Família Para Soma E Subtração.

A Multiplicar e a Dividir Com o Soroban (Necessita Conhecimentos Prévios de Tabuada Comum do 2 ao 9).

A parte de Soma e Subtração é formado por 54 vídeos e Mais 13 Vídeos Sobre Multiplicação e 13 Sobre Divisão, Totalizando 80 Vídeos. Mas, calma! São vídeos bem curtinhos, bem ao estilo do YouTube que você já está acostumado, em torno de 10 minutos! Se você tem pouco tempo, poderá assistir um vídeo por dia e conseguirá completar o curso em quatro meses, no máximo! Claro Que Você Precisará Treinar Mais, Caso Deseje Atingir Níveis Mais Altos!

Você ainda tem acesso à garantia INCONDICIONAL de 30 dias

Se você está em dúvida, eu vou fazer o seguinte: o risco será todo meu! Vou te dar 30 dias para você ir fazendo curso e pensar! Se você não ficar 100% satisfeito com o conteúdo, ou mesmo se não gostou da cor da área de membros, envie um e-mail que devolvo todo seu dinheiro, sem questionamentos ou burocracias.

 

Este Curso É Para Você Que:

Quer Ter Uma Mente Mais Rápida e Assertiva, então o Soroban é Para Você!

Quer Tomar Decisões Mais Rápidas e Certeiras e Ter Um Raciocínio Lógico Mais Apurado, Então o Soroban Também é Para Você!

Tem Filhos e Quer Ensiná-lo a Enfrentar a Vida com Uma Ferramenta Capaz de Ajudá-lo a Gostar de Matemática, Então o Soroban Também É Para Você!

Deseja Evitar o Alzheimer, Já Que Praticar Soroban É Como Se o Seu Cérebro Estivesse Malhando e Levantando Pesos Para Ficar Mais Forte, Então o Soroban é Para Você!

Este Curso NÃO É Para Você Que:

Não Tem Força de Vontade Para Estudar Por 15 Minutos Por Dia.

Já sabe manusear o Soroban e deseja aprender a tirar raiz quadrada. Este curso ainda não contempla esta operação.

 

Abaixo, Um Vídeo Que Eu Fiz Apenas Para Mostrar a Simplicidade do Soroban:

É Bem Provável Que Você Tenha Chegado Nesta Página e o Curso Esteja Com o Carrinho Fechado (ou seja, não há nenhum botão para você comprar este curso). Sei Disso Porque Temos Poucas Turmas Por Ano e As Vagas Para Cada Turma São Bastante Limitadas.

Mas, Se Você Teve a Sorte de Encontrar a Turma Aberta, ou Seja, Se o Curso Estiver Sendo Vendido, COMPRE AGORA! Isso Mesmo! COMPRE AGORA! Pois, Se Você Perder Esta Oportunidade, Demorará Um Tempo Para o Carrinho Abrir de Novo.

Infelizmente, Eu Não Sei Por Quanto Tempo Eu Posso Manter o Carrinho Aberto, Isso Para Não Sobrecarregar o Sistema, e Todos os Alunos Que Se Matricularem No Curso Serem Muito Bem Atendidos. Então, Clique no Botão Abaixo e Compre o Curso Agora, Sem Nenhum Risco e Garanta o Seu Futuro!

 

 

 

 

Olha só: Se você quiser, eu te darei um “test drive”! Basta colocar o seu e-mail e eu te enviarei as 24 primeiras aulas deste curso!

 

Link para a página de login do Curso para os que já compraram!

1º volume do livro “Musashi”

2º volume do livro “Musashi”

Livro “Mindset”

 

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *